Gás de cozinha cuidados

A segurança doméstica ligada ao uso de gás é uma questão particularmente atual. As estatísticas (disponíveis no site do Comitê Italiano de Gás – CIG), dão uma indicação do fenômeno: em 2009 ocorreram 344 acidentes relacionados ao uso de gás (metano e GLP), que causaram 52 mortes e 575 feridos, com uma tendência crescente em relação a 2008.

O gás de cozinha consiste em um composto a base de mistura gasosa de hidrocarboneto oriundo do petróleo. O produto possui característica inodora, no entanto, a substância mercaptano a base de enxofre é acrescentada no gás, sendo uma medida de alerta à vazamentos.

Presente em diferentes locais e residências, o gás de cozinha pode ser encontrado tanto interior como exterior do ambiente. Por apresentar alta densidade, o botijão de gás pode ocasionar explosões se houver vazamentos, diante disso é necessário adotar alguns cuidados de segurança. Quer saber mais ? Acesse https://gas24h.com.br/

Como funcionam os queimadores de gás

Os queimadores do fogão a gás consistem em um conjunto de queimador conectado a uma pequena válvula de entrada de gás na parte frontal ou superior do fogão, que por sua vez é conectada à linha de gás principal. Girar o botão de controle do queimador abre a válvula de admissão, permitindo que o gás flua através do tubo venture, um tubo largo que se estreita no centro. O gás entra no venture por uma das extremidades largas, aumentando a pressão à medida que passa pela seção estreita do tubo. Conforme o gás passa de volta para a segunda seção larga do tubo, a pressão diminui, puxando o ar por um pequeno orifício no fundo do tubo. O ar se mistura com o gás e flui para o queimador.

A cabeça do queimador em si é apenas um disco de metal oco com orifícios ou ranhuras na borda externa. Muitos queimadores são projetados com uma tampa de metal ou cerâmica que fica no topo da cabeça do queimador e difunde ou direciona as chamas que emergem da cabeça do queimador. Uma luz piloto de pé (em fogões mais antigos) ou um piloto de faísca elétrica está localizado em um lado do queimador e envia uma pequena chama ou faísca para acender a mistura de ar-gás à medida que ela flui pelos orifícios do queimador. O ajuste do botão de comando do fogão regula o volume da mistura ar-gás, controlando assim a intensidade da chama.

Com que frequência limpar os queimadores de gás do seu fogão

Um sistema de fogão a gás é extremamente simples e sem problemas. Na verdade, as dificuldades surgem apenas quando o fluxo de gás fica prejudicado, o que geralmente é causado por resíduos de alimentos que derramam nas laterais de panelas e frigideiras e entope as portas ao redor dos queimadores. Se não for supervisionado, esse resíduo de comida pode se tornar bastante duro e difícil de remover. A melhor regra é limpar os queimadores de gás sempre que a chama se tornar irregular ou exibir uma cor amarela. Exceto isso, limpar os queimadores uma vez por mês provavelmente é suficiente. Existem algumas variações na maneira como os fabricantes recomendam a limpeza dos queimadores de um fogão a gás, mas os seguintes materiais e etapas funcionam para a maioria dos fogões.

Como espalhar o bilha do lado de fora da casa

Já que o bilha precisa ficar do lado de fora de casa, há duas capacidade: Realizar um tutela para os botijões mais ermo ou abordado na taipa na cozinha. Nos 2 casos é fundamental que os botijões não fiquem expostos ao tempo e ao possível contato com animais e crianças.

Se o bilha ficar ermo das construções, a segurança é maior, porém é necessário embutir a mangueira em todo o passagem até a cozinha. E o tutela precisa ser aberto ou ter portas com um tipo de debate, como venezianas. Isto é fundamental para que o animação se espalhe em caso de fuga, em vez de ficar concentrado dentro do tutela, gerando maior perigo de irrompimento.

Especificações técnicas do tutela de animação

Além da urgência de debate, mais afazeres que precisam ser tomados ao realizar p tutela do bilha de animação são:

Deixar o bilha constantemente em pé, de modo algum deitado
Não deixar a mangueira passando por após do braseiro, que é um local de alta temperatura.

Fonte de Reprodução: Getty Imagem

Deixar o tutela do bilha ermo de ralos, caixas de gordura e esgoto, a ao menos 1,50 m. Não deixar o tutela próximo ou em contato com produtos inflamáveis, nem sequer de fontes de calor ou faíscas, como tomadas por exemplo

Uma ideia para levar o bilha de dentro da cozinha

Se a casa não tiver também um tutela para o bilha, precisa ser originado um do lado de fora da cozinha. Nessa cozinha das imagens, o bilha ficava do lado de dentro. A taipa externa mais próxima do braseiro era a taipa da janela.

Foi originado por isso um dente no cantiga da cozinha, embaixo das bancadas, na parte do cantiga. Nesse local foi apresentado o bilha, com acesso pelo lado de fora. Dessa forma ele ficou em um local sem riscos, e latebroso na parte de dentro e de fora. Na parte externa encontra-se somente uma acesso vazada e na parte interna o dente nas paredes se combinação com os armários e prateleiras. E a mangueira macio à taipa do fundo coalizão o bilha de animação ao braseiro sem dificuldades de acesso em caso de preservação.

Tutela para o animação adquirido concluído

O tutela para o bilha de animação, similarmente chamado de nicho do animação, é geralmente realizado em alvenaria. Porém não é necessário realizar dessa forma, uma vez que há abrigos prontos para o animação. Eles são mais baixos, e evitam a impureza feita pela construção em alvenaria.

O tutela concluído para bilha de animação não possui fundo, dessa forma encontra-se aventado. Ele possui o tampa transferível, para colocar e remover o bilha, e pode ficar em áreas externas.

                             

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/G%C3%A1s

Quais são os prós e os contras de cozinhar a gás?

Assim que a água ferver, abaixe um pouco o fogo, porque você sabe: em fogo menor a massa continuará cozinhando. Cozinhar a gás significa cozinhar com sentimento. Você pode controlar o calor com muita precisão e pode ver facilmente se ele está muito alto ou muito baixo. De frigideira de aço inoxidável a wok: você pode colocar qualquer frigideira no fogo perto de um fogão a gás. Neste artigo, explicamos o que você precisa para cozinhar com gás e quais são os prós e os contras.

A eletricidade pode ter facilitado nossas vidas de muitas maneiras, mas a abordagem mais eficiente e ágil para cozinhar é o uso de um fogão a gás. Quer seja a ferver ou a vapor, a refogar, a grelhar ou a refogar, existem inúmeras vantagens em cozinhar a gás.

Benefícios

  • Cozinhar a gás é mais barato do que cozinhar elétrico.
  • Você mesmo pode definir o fornecimento de calor com muita precisão.
  • Aqueça rapidamente suas panelas em uma grande fogueira.
  • Você não precisa comprar panelas novas.
Fonte: Reprodução: Pinterest

Calor imediatamente responsivo

A razão pela qual a maioria das cozinhas profissionais usa cooktops a gás é que elas podem controlar facilmente o calor. Com um simples giro do botão, a chama fica maior ou menor para que a mudança de calor seja imediata e precisa. Não é preciso esperar muito para que a frigideira aqueça ou esfrie, economizando tempo e garantindo que os pratos não estraguem com a resposta lenta. As temperaturas estão mais próximas do calor recomendado nos livros de receitas, ajudando você a obter resultados confiáveis ​​sempre que cozinhar. Há uma razão para dizer: “estamos cozinhando com gás!”

Distribuição uniforme de calor

Os cooktops elétricos e as panelas neles usados ​​precisam ser perfeitamente planos ou o calor não será distribuído uniformemente pelos tachos. As chamas em um fogão a gás são centrais para que aqueçam as panelas de maneira uniforme, sem pontos frios e sem chamuscá-los. Como toda a superfície de um cooktop elétrico aquece, os cooktops a gás tendem a ser mais seguros, pois ficam mais frios quando desligados, reduzindo o número de crianças.

Menos calor desperdiçado

Os cooktops elétricos emitem mais calor do que os movidos a gás, gerando excesso de calor em sua casa. Os cooktops a gás não apenas mantêm sua casa mais fria quando estão ligados, mas assim que você os desliga, a chama se apaga e a fonte de calor desaparece – não é assim com um cooktop elétrico, que continua a emitir calor depois de desligado.

Não afetado por cortes de energia

Se sua eletricidade for cortada por clima inclemente, você ainda pode cozinhar em um fogão a gás, já que as linhas de gás tendem a não ser afetadas pelo tipo de clima que pode causar quedas de energia elétrica. Embora a eletricidade seja necessária para alimentar a ignição, é fácil simplesmente acender o queimador com um fósforo.

Custos operacionais mais baratos

Os cooktops a gás podem ser mais caros para comprar e instalar, mas os gastos de longo prazo serão mais baixos, pois os custos de operação dos modelos elétricos são visivelmente mais altos.

Combustível mais limpo

Os cooktops a gás são muito mais ecologicamente corretos do que os elétricos, pois os produtos de exaustão de gás são mais limpos do que o carvão queimado para gerar eletricidade.

Fonte: Reprodução: Pinterest

Contras

  • Muita perda de calor: nenhum consumo eficiente de energia.
  • A limpeza é difícil devido aos suportes para panelas e queimadores.
  • Você cozinha com fogo aberto e é por isso que cozinhar a gás não é a maneira mais segura.

O que é cozinhar a gás?

Ao girar o botão do fogão a gás, o suprimento de gás se abre e o gás é convertido em calor com o fogo. Com o botão rotativo e o queimador de gás você determina o fornecimento de energia com muita precisão. Você quer ferver o molho de creme de cogumelos delicadamente ou quer cozinhá-lo em uma grande fogueira? Ao cozinhar com gás, você vê imediatamente o que está fazendo: quando você abaixa o gás, a chama imediatamente fica menor.

Qual conexão eu preciso?

Você precisa de uma conexão de gás em sua cozinha para cozinhar a gás. Há uma conexão de gás em quase todas as casas holandesas. No entanto, a transição para a cozinha elétrica está aumentando e atualmente não há conexões de gás nas casas recém-construídas.

Quais panelas eu preciso?

Você não precisa de panelas especiais para cozinhar com gás. Em princípio, cada panela é adequada para cozinhar no fogão a gás. Recomendamos cozinhar com frigideiras de ferro fundido, pois distribuem bem o calor e mantêm a temperatura uniforme por muito tempo. As panelas deformam-se devido às diferenças de calor entre a chama e o espaço onde a chama não atinge diretamente. Eles se tornarão um pouco mais convexos na parte inferior. Isso não tem efeito no aquecimento da panela.

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/G%C3%A1s_de_cozinha