Seguro de automóveis: por que devo contratar

De acordo com relatório da firma Mundial de Saúde (OMS, o Brasil aparece em 5º emprego entre os países recordistas em mortes na passagem, registrando mais de 37 mil em 2016, ano do último ereção feito pelo Sistema de informações sobre Mortalidade, do ministério da Saúde. Esses são dados alarmantes, que ficam ainda piores quando associados a quantidade de pequenas infrações ignoradas pelas estatísticas.

Nesse caso, o fato é que dirigir sempre nos deixa expostos a riscos e, por isso, é tão importante ocupar-se com a proteção e as condições do seu veículo. Pensando nesse cenário, a fim de proteger-se e oferecer maior salvamento a todos ao sua circunvizinhança, contratar um seguro de automóveis se torna algo essencial.

O que é e como funciona o seguro de automóveis

O seguro de automóveis é firmada entre o cliente e a seguradora, intermediada por uma corretora de seguros devidamente credenciada, a qual tem a meta de proteger seu veículo e garantir a indenização em caso de furto ou danos cobertos pela contratação. Com ele, é possível ter mais tranquilidade, protegendo financeiramente o seu carro, você mesmo e o além disso passageiros.

Quanto ao valor do benefício, a seguradora se encarga de realizar um análise do seu perfil e avaliar qual é o melhor opção de serviço, de acordo com suas necessidades. São 4 os gêneros de seguros de automóveis:

  • seguro de patrimônio: incêndio, roubo ou furto e colisão são as principais coberturas a serem contratadas, pois com elas se consegue resguardar das principais ocorrências;
  • de terceiros: o foco dessa cobertura são os danos materiais e corporais causados a outras pessoas envolvidas em acidentes. Existe a possibilidade de cobertura para danos morais, mas por não ser obrigatório fica a critério do cliente a sua contratação;
  • de acidente de passageiros: apesar de não ser obrigatório para carros de passeio, ele é muito importante por garantir uma indenização aos passageiros no caso de um acidente;
  • seguro compreensivo: considerado o mais completo, além de incluir todas as coberturas anteriores, ainda pode contar com outros tipos de assistências adicionais a serem contratadas pelo cliente.

É importante ressaltar que os cataclismos são cobertos pela igual apenas quando ocorridos dentro da vigência do acordo do seguro, de acordo com suas cláusulas. Além disso, caso não ocorra nenhum sinistro durante a vigência do seguro, é atribuído um desconto por meio dos bônus, tornando menor a polpa a ser pago na renovação. Vale ressaltar que o emprego de algumas das assistências, como guincho por exemplo.

Por que os valores variam tanto

É certo que cada tipo de certo tem um custo variável. Porém, é importante farejar que isso não se deve apenas aos diferentes tipos de coberturas, mas, também, os muitos outros fatores que aguentem afetar a cotação, como o índice de ocorrências de sinistro, por exemplo. Essa taxa de circunstâncias de incidentes, juntamente o análise do perfil do cliente, influencia diretamente no preço final. Além disso, é preciso levar em conta que cada seguradora estabelece critérios próprios, sendo esse um das principais pontos que fazem a polpa variar tanto.

Questões como: modelo e ano do carro, franquia escolhida, se a condução fica estacionado em garagem, também interferem no custo final do seguro. afinal, esses fatores ajudam a estabelecer um perfil de uso do veículo e a reconhecer suas principais características. Outro ponto relevante é a perfil do condutor, ou seja, pessoas que apresentam hábitos arriscados têm maiores chances de se envolverem em acidentes. Em razão disso, elas costumam pagar um valor mais abrangente, o qual é caro pela seguradora, levando em conta alguns fatores como:

  • estado civil.
  • idade.
  • quantidade de condutores.

FONTE: https://g1.globo.com/

FONTE: https://www.r7.com/

FONTE: https://www.terra.com.br/noticias/

FONTE: https://noticias.uol.com.br/

Como saber se a escolha da bateria de carro está correta

A maioria dos motoristas desconhece qual bateria de automóvel é ideal para o seu tipo de automotor. Apesar dessa peça ser graúdo para o funcionamento do auto, é comum que os proprietários de carros só prestem atenção na bateria no instante em que precisam trocá-la. No entanto, para sub-rogar a bateria do automotor é importante que você compre a peça certa. Mas como futurar qual é a bateria de carro ideal para o modelo do seu veículo?

Neste post, preparamos um checklist das itens mais importantes para se atentar na hora de adquirir a bateria do sua automóvel. Além desses detalhes, você deve aturar de olho em quem carrega a peça. As lojas que revendem baterias Moura contam com profissionais capacitados e prontos para atendê-lo e tirar todas as suas dúvidas a respeito de cada peça.

Observe a amperagem (capacidade de Ah) da bateria de carro

Essa é a primeira dica que separamos para você! Cada bateria de carro tem uma capacidade de acumular energia. dessa forma, os automóveis que demandam mais energia para conservar seus componentes elétricos funcionando necessitam de baterias com maior capacidade elétrica. Caso a bateria esteja fora das bitolas do fabricante, você aguentará ter problemas elétricos em sua menstruação.

Analise o tamanho da peça

Baterias com amperagens iguais ainda podem ser diferentes. Portanto, você deve observar o porte da sua bateria e a posição dos polos para dizer que a instalação seja adequada no espaço reservado para a peça. Fique de olho no tamanho da sua bateria de automóvel.

Veja se a bateria de carro tem o selo do Inmetro

É importante ver se a bateria de carro tem o selo do Inmetro. A certificação de baterias automotivas é obrigatória e nenhuma peça importada ou produzida no Brasil pode ser comercializada sem a certificação. as baterias Moura têm esse selo e são reconhecidas por ser um produto inovador e de qualidade. Além disso, a Moura é a bateria utilizada pelas principais montadoras do globo e já ganhou vários prêmios por seu atributo.

Verifique se você terá a sua entrega agendada

Ninguém compra uma bateria de auto da mesma maneira que adquire um computador ou uma celular moderno. No entanto, você pode comprar uma bateria com entrega imediata ou agendada na sua casa ou no sua lida e com várias opções de pagamento.

Se você precisa comprar uma bateria, , a plataforma online de taverna de baterias Moura, pode oferecer a opção certa para o sua automóvel. Na plataforma, você aguentará realizar um pedido e, em até 50 minutos, sua bateria será devotado onde você estiver.

É fácil e rápido. E o melhor é que a da bateria de carro delivery, o teste e a esbórnia por uma bateria Moura nova são serviços gratuitos. Você só paga a polpa da bateria na hora do cede. Isso, sem dúvidas, traz um grande comodidade para você, não é franqueza

Observe os termos de garantia

Faça algumas perguntas para o comerciante de bateria de automóvel. Entre essas perguntas, veja o que anula a garantia do fabricante. Pergunte também se a marca é original de alguma montadora. É indicado que o produto seja original de alguma fábrica de automóveis. a afim vale para caminhões e utilitários. Não adquira baterias que não são de ecos confiáveis.

FONTE: https://www.terra.com.br/noticias/

FONTE: https://noticias.uol.com.br/

FONTE: https://www.estadao.com.br/mais-lidas

Como Cuidar da Pintura do Carro?

pintura-de-carro

A cor de um carro desempenha um papel muito importante em nossa decisão de comprá-lo ou não. Afinal, é um reflexo da nossa personalidade. No entanto, alguns anos depois, a pintura do carro geralmente perde o brilho e começa a parecer opaca e morta.

Um sol escaldante de verão, sal no ar, sucos de insetos esmagados no pára-choque e até mesmo pequenos tons agitados pelos pneus dos carros à frente podem ter sido a razão de todas aquelas marcas e rachaduras na pintura.

Mas espere, pois ainda há boas notícias. Você pode voltar no tempo e recuperar o brilho. Tudo o que você precisa é de um pouco de conhecimento sobre os cuidados adequados com a pintura do carro.

Siga os procedimentos simples de quatro estágios do AUTO BILD INDIA para transformar um carro de aparência monótona em uma verdadeira peça de exibição.

1. Lavando-o

Antes de o carro ir para uma nova camada de tinta, toda a sujeira deve ser removida. Lave a sujeira, principalmente das áreas como atrás da moldura, dentro das cavas das rodas, embaixo dos pára-choques, etc, com uma lavagem de alta pressão. Cuidado: Mantenha distância suficiente para evitar danos às chapas de metal e plásticos causados ​​pela força da água. Evite usar cera quente nesta fase, pois prejudica o efeito de polimento subsequente. Limpe as molduras das portas e as soleiras das portas manualmente. Também tome cuidado com fungos no chão; fungos podem causar arranhões na pintura.

PROTEÇÃO VEICULAR BH

2. Sujeira Problemática

Depois de lavar a sujeira e a sujeira da superfície do carro, é hora de remover a sujeira problemática. Goma ou seiva de árvore, excrementos de pássaros e insetos que respingam no pára-choque dianteiro e no capô atacam a pintura e deixam marcas nela. O verdadeiro problema, porém, é que eles também podem ser corrosivos. Quando começam a secar, também se contraem e esticam a superfície superior da tinta, fazendo-a rachar. Com o tempo, a infiltração de água nas camadas de tinta pode inchar.

Se não forem removidos imediatamente, podem danificar a pintura permanentemente. Isso torna a pintura opaca e rachada. Existem no mercado agentes químicos específicos para a remoção dessa sujeira da carroceria. Após a aplicação desses agentes químicos, lave os restos e a sujeira com água limpa. Lave a área tratada com shampoo automotivo e deixe secar naturalmente. Não use o agente de limpeza sob luz solar forte ou em tinta quente, porque o agente começa a secar rapidamente e se torna difícil de remover.

3. Danos à pintura

O próximo passo é uma inspeção visual para ver se há algum dano na pintura do carro. Provavelmente, você encontrará muitos pequenos amassados ​​e arranhões. Razão? Pedras esvoaçantes e chaves deixam marcas na pintura. A maioria dos arranhões pode ser removida com diferentes ferramentas e habilidades técnicas, mas se não reagir imediatamente, há o risco de custos elevados mais tarde, uma vez que os arranhões estão no metal descoberto, há risco de ferrugem da carroceria do carro.

4. Processar e preservar

A última etapa é o acabamento. Antes de iniciar o polimento e enceramento, as peças de plástico devem ser protegidas com cuidado para evitar manchas posteriores. Em seguida, aplique limpador de tinta e polonês juntos. Se nenhum produto combinado estiver disponível, aplique cera dura. Seja manualmente ou com uma máquina de polir, nunca polir sob um sol forte ou em calor extremo. Após o polimento selar na tinta. Remova os lubrificantes usados ​​no polimento.

Dicas 5-6

Cuidado! Fúria da natureza

A ampliação de 15X mostra como a pegada de uma mosca danifica a pintura. Um polimento pode não resolver o problema

Se a seiva da árvore na tinta ficar exposta à luz solar direta por um longo tempo, ela pode rachar a superfície da tinta

Excrementos de pássaros (com zoom de 50X), se não forem limpos imediatamente com bastante água, podem danificar a pintura

5. Como lidar com o envelhecimento da tinta

Para manter o brilho da pintura em um carro novo, leve-o para uma lavagem regular. O polidor de cera é recomendado a cada seis meses.

Após três anos, uma superfície visivelmente lisa torna-se realmente irregular. Recomenda-se a limpeza de laca leve e o polimento de tinta.

Em um carro antigo, a superfície da pintura torna-se muito irregular. Uma simples lavagem não será suficiente. Requer um limpador de tinta, polidor e selante.

6. Seque seu carro

Uma lavagem regular ajudaria muito a proteger a pintura. É igualmente importante que seque a superfície do carro após a limpeza. Use um pano de algodão macio para limpar a superfície do ater. Isso evitará a formação de marcas de água na superfície da tinta, causadas por depósitos minerais na água que traçam o contorno de uma gota d’água.

Dicas 7 a 10

Dicas de reparo

7. Arranhões na superfície

Pequenos danos, por exemplo arranhões na cavidade da maçaneta da porta, podem ser polidos com pasta de polimento. Na maioria dos casos, a menos que a camada original de tinta seja muito fina, um simples trabalho de polimento será suficiente para remover o risco.

8. Arranhões profundos (solução temporária)

No caso de um arranhão profundo, uma solução de emergência é retocar o arranhão com um lápis de cera, a cera ajuda por atuar como uma camada protetora. No entanto, após algumas lavagens, a cera será removida.

9. Arranhões profundos (solução permanente)

Arranhões profundos expõem o metal exposto, que pode estar sujeito à ferrugem. Para evitar a ferrugem, faça um trabalho de retoque na broca riscada.

10. Grandes danos

Se o dano à pintura for em uma grande área, um simples retoque não será suficiente. Obtenha a camada superior pulverizada em várias camadas finas. Depois de seco, dê um polimento na transição.