Benefícios do cuidado e reparo profissional de ar condicionado automotivo

O sistema de ar condicionado é um componente vital de qualquer veículo. O AC oferece uma experiência de direção confortável, especialmente nos dias quentes de verão. Ele controla o movimento, pureza, umidade e temperatura do ar, independentemente das condições externas. O Ar Condicionado automotivo oferece um ambiente relaxante para os motoristas desfrutarem de seu trajeto.

No devido tempo, entretanto, o AC pode começar a causar problemas. Isso pode fazer com que ele faça ruídos ou pare de funcionar completamente, soprando ar quente. Nessas circunstâncias, é uma boa opção levá-lo para manutenção ou reparo com visita a um profissional. Aqui estão alguns benefícios de fazer isso:

Benefícios de cuidados e reparos de ar condicionado automotivo profissional

Fonte: Reprodução: Pinterest

Garantindo o desempenho ideal

O ar condicionado de seu automóvel não funcionará bem sem manutenção e inspeções. Isso também pode levar a problemas quando você mais precisa do seu AC. Complicações problemáticas, como vazamentos de refrigerante, podem fazer com que o ar continue soprando, mas fique cada vez mais quente em comparação com sua condição ideal. Ter um profissional que verifica o CA do seu carro garante um desempenho ideal. Mecânicos profissionais inspecionam seu sistema completamente e corrigem todos os problemas com seu AC.

Remove Contaminantes Aerotransportados

Quando você visita um serviço profissional de ar-condicionado automotivo, eles ajustam o sistema para garantir que ele forneça ar frio. Quando os filtros de ar estão sujos ou precisam ser substituídos, detritos problemáticos começam a se espalhar no ar ao ligar o AC. Visitando um profissional, você pode limpar completamente o sistema. Isso garante a remoção de mofo, pólen, poeira e outros contaminantes transportados pelo ar, melhorando significativamente a qualidade do ar.

Substituir componentes defeituosos

Se a manutenção não fizer com que o seu AC funcione corretamente, o mecânico substituirá os componentes defeituosos por peças genuínas para a marca / modelo do seu veículo. Um mecânico especializado obterá as peças de reposição certas e as instalará de acordo.

Isso livrará o sistema de CA de todos os tipos de problemas, garantindo que você receba ar fresco o tempo todo. Um profissional também será capaz de encontrar e corrigir outros problemas de CA, como problemas de corrente elétrica, vazamentos e recargas de fluido para garantir que seu sistema funcione perfeitamente por um longo tempo.

Portanto, se o seu AC está com problemas e você deseja receber os benefícios acima mencionados, é hora de visitar um serviço profissional de Ar Condicionado Automotivo.

Fonte: Reprodução: Pinterest

Aqui estão 5 benefícios principais de realizar a manutenção de A / C de rotina:

  • Maior conforto: a manutenção regular do ar-condicionado mantém o sistema de resfriamento doméstico funcionando corretamente, o que mantém as temperaturas consistentemente confortáveis.
  • Melhor qualidade do ar: Um ar condicionado bem conservado mantém o ar da sua casa limpo e livre de toxinas, especialmente quando combinado com alguns dos incríveis sistemas atuais de qualidade do ar interno!
  • Menos reparos: Mais de 80 por cento dos reparos mais caros de condicionadores de ar podem ser evitados com um pouco de manutenção de rotina.
  • Economia mensal: um sistema de A / C bem mantido é mais eficiente, portanto, você também economizará nas contas de serviços públicos.
  • Vida útil mais longa do sistema: substituir o sistema de ar-condicionado antes do tempo pode ser uma chatice e cara, aliás. Um sistema de A / C bem mantido durará muito mais tempo do que seus equivalentes negligenciados.

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Condicionamento_de_ar

O QUE ACONTECE SE VOCÊ COLOCAR O CARRO EM MARCHA À RÉ ENQUANTO DIRIGE?

Se você já acidentalmente colocou a alavanca de câmbio em ponto morto enquanto dirigia, conhece a sensação de puro pânico quando o veículo de repente gira sem acelerar. Embora este momento possa induzir ao pânico, na maioria dos casos, não causará grandes danos.

Mas você já se perguntou o que aconteceria se acidentalmente colocasse a marcha ré do seu veículo em marcha à ré durante a condução? Saiba o que pode acontecer ao seu veículo com transmissão automática se você o colocar em marcha à ré enquanto dirige, e o que fazer se isso acontecer.

Fonte: Reprodução: Pinterest

É possível colocar o carro em marcha à ré durante a condução?

Antes de ver o que acontece se você colocar o carro em marcha à ré enquanto dirige, primeiro pergunte se é possível fazer isso. A resposta curta é: depende.

Muitos veículos modernos com transmissão automática têm controles eletrônicos que anularão a solicitação de mudança se o computador achar que é um erro. Se você engatar a marcha à ré enquanto dirige, eis o que pode acontecer.

1. Seu veículo ativará um recurso de inibição de reversão.

Muitos veículos na estrada hoje são equipados com um inibidor de reversão como uma medida de segurança para o veículo e para o motorista. Esse inibidor essencialmente ignora a solicitação para colocar a transmissão em marcha à ré enquanto o carro está dirigindo até que o veículo diminua a uma velocidade aceitável para mudar.

Os fabricantes de automóveis instalam esse recurso nos carros para proteger seu veículo de reparos caros e para ajudar a proteger você e a segurança de seus passageiros – especialmente em velocidades de estrada. Em muitos veículos, o inibidor de reversão é controlado pelo computador de bordo. Mas mesmo os modelos mais antigos utilizavam um sistema mais manual com um aparelho de controle hidráulico como sistema de inibição reversa.

Se o seu veículo estiver equipado com um recurso de inibição de ré, colocar o carro em marcha à ré enquanto dirige pode ser um pouco desanimador, pois o recurso não permitirá que nada aconteça até que você reduza a velocidade ou pare. No entanto, a melhor coisa que você pode fazer é evitar “testar” esse recurso, mantendo sua mão longe do câmbio enquanto dirige seu veículo automático.

2. Seu veículo irá parar e você poderá ouvir um ruído de trituração.

Se por acaso seu veículo não estiver equipado com um inibidor de reversão, ou estiver com defeito ou quebrado, colocar a transmissão automática em marcha à ré durante a direção provavelmente fará o motor morrer.

A transmissão automática do seu veículo é composta por um sistema de engrenagens que trabalham em conjunto para movê-lo pela estrada. As engrenagens irão girar em uma direção para impulsionar seu carro para a frente e na direção oposta ao dar ré. A transmissão automática usa um conversor de torque e fluido de transmissão para mudar as marchas e aumentar a potência do motor para a transmissão e, finalmente, para as rodas.

Fonte: Reprodução: Pinterest

Você coloca seu carro em marcha à ré durante a condução. O que agora?

Se, de alguma forma, você conseguir colocar a transmissão automática em marcha à ré enquanto dirige para a frente, a primeira coisa a fazer é manter a calma! O pânico pode induzir decisões irracionais e inseguras.

Quando você sentir que o veículo está enguiçado, desligue o acelerador, coloque o veículo em ponto morto e desça até o acostamento. Como o motor provavelmente morreu, você pode perder a assistência da direção hidráulica e a assistência do freio hidráulico, então, calma e cuidadosamente, pare o carro com segurança no acostamento. Certifique-se de que o carro pare totalmente e, em seguida, vire para o estacionamento. Pode ser necessário desligar o motor e ligar o carro novamente.

Com o motor ligado, coloque-o em movimento e comece a avançar lentamente. Se o veículo estiver dirigindo normalmente, vá em frente e dirija-se até sua mecânica mais próximo para que um especialista verifique se há sinais de danos no sistema de transmissão automática. Se o seu veículo estiver emitindo sons ou sentir problemas quando você começar a dirigir, pare e entre em contato com a assistência rodoviária para levá-lo ao centro de serviços de sua vizinhança.

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Mec%C3%A2nica_automotiva

Quão importantes são as trocas regulares de óleo?

Fonte: Reprodução: Pinterest

Todos nós sabemos que você precisa trocar o óleo a cada 3.000 – 5.000 milhas, mas por quê? Você leva seu carro para a oficina e fica sentado batendo no chão com o pé, perguntando-se por que está demorando tanto, tentando decidir quanto tempo pode demorar antes da próxima troca de óleo. Depois, há a conta.

Eles sempre parecem adicionar uma cobrança extra que você não esperava. Qual é o problema, afinal? Se você olhar no manual do seu carro, ele vai sugerir com que frequência você deve trocar o óleo, mas não vai revelar o segredo do porquê. Felizmente, trocar o óleo é um dos serviços de manutenção automotiva mais baratos suas necessidades de carro. Apesar de ser relativamente barato, a troca de óleo regularmente e dentro do prazo desempenha um papel fundamental na preservação do seu veículo e na economia de dinheiro.

Fonte: Reprodução: Pinterest



O petróleo é a força vital do seu veículo. 

Ele mantém os vários componentes do motor funcionando de maneira eficiente e ajuda a reduzir o acúmulo de verniz e carbono devido ao acúmulo no motor. Como você sabe, o motor pode ficar muito quente com os milhares de pequenas explosões que ocorrem a cada minuto; o óleo ajuda a retirar o calor da câmara de combustão, evitando essencialmente que o motor exploda. À medida que o óleo acumula calor, verniz e carbonos durante o processo de proteção e manutenção do motor funcionando sem problemas, ele eventualmente se torna menos líquido e mais lodo. Não importa o quão bom seja o óleo, eventualmente ele se degrada conforme os aditivos são usados. É quando você deve trocar o óleo.

Com que frequência e que tipo de óleo deve ser usado? Dependerá do tipo de óleo que você escolherá usar, que tipo de carro e com que frequência você dirige. É aqui que o manual do proprietário será útil. O velho ditado sugere a cada 3 meses ou 3.000 milhas. A quantidade de quilometragem que você dirige é mais importante do que a quantidade de tempo. Você pode fazer uma viagem e percorrer alguns milhares de quilômetros em algumas semanas ou pode levar cinco meses antes de atingir a quilometragem recomendada. Preste atenção no hodômetro e em como você dirige seu veículo. Dirigir em condições climáticas extremas ou rebocar muito peso atrás do carro também afetará o óleo.

Se você acha que não tem tempo ou dinheiro para trocar o óleo e decide esperar, eventualmente o óleo vai piorar cada vez mais, tornando-se mais como lama e entupir o motor. Os motores são caros para limpar e substituir um pistão gasto não é uma conta de conserto de automóveis que você deseja receber. Resumindo: vale a pena o tempo e o custo mínimo de manutenção.

Por que a troca do óleo do motor no intervalo adequado é tão importante? Certificar-se de que você troca o óleo regularmente é a manutenção de rotina mais importante que existe.  Trocas de óleo adequadamente programadas são cruciais para manter seu carro funcionando corretamente.

Fonte:https://pt.wikipedia.org/wiki/Embraiagem#:~:text=A%20embraiagem%20ou%20embreagem%20%C3%A9,o%20diferencial%20atrav%C3%A9s%20do%20eixo.

O Design da Embreagem do Carro

Simplificando, a embreagem é o dispositivo mecânico que transfere a potência rotacional do motor para as rodas em qualquer veículo manual.

embreagem é a parte do carro que conecta dois ou mais eixos rotativos. Em um carro com transmissão manual, a embreagem controla a conexão entre o eixo que vem do motor e os eixos que giram as rodas. É uma parte vital do maquinário de trabalho do carro, pois o motor gera energia o tempo todo e tem peças que giram constantemente, mas as rodas não giram constantemente.

Para permitir que o carro mude de velocidade e pare completamente sem desligar o motor, a conexão entre as rodas e o motor precisa ser interrompida temporariamente. A embreagem possui duas partes principais: a placa de embreagem e o volante. Se seu pé não estiver pressionando o pedal da embreagem, há um conjunto de molas que mantêm uma placa de pressão pressionada contra a placa da embreagem.

A pressão das molas também empurra a placa de embreagem contra o volante. Isso conecta o motor ao eixo, que transfere o movimento para as rodas e faz as duas girarem ao mesmo tempo. Quando seu pé pressiona o pedal da embreagem, você pressiona um garfo de liberação, que, por meio de uma série de molas e pinos, puxa a placa de pressão para longe da placa de embreagem. Isso quebra a conexão entre o motor em rotação e as rodas, o que significa que as rodas continuam a girar, mas sob seu próprio impulso, não por meio da força do motor.

Este design permite que você desengate as rodas do motor para mudar de marcha, permitindo que os motoristas tenham um grande controle sobre a velocidade de seu carro.

Fonte: Reprodução: Pinterest

Substitua ou repare sua embreagem

Se você começar a sentir a embreagem fazendo alguns pequenos solavancos, como nós em uma corda, pode ser um sinal de que a embreagem está com defeito

Quando você deve substituir a embreagem?

Normalmente, a embreagem é liberada suavemente em ambas as direções. Pode parecer mais difícil pressioná-lo ou não é liberado com a facilidade normal. Quando você pressiona a embreagem e muda de marcha, ouve-se alguns sons de que as engrenagens estão girando uma contra a outra, uma espécie de ruído de trituração. Isso indica que é hora de um profissional inspecionar a embreagem.

Posso ver se a embreagem está gasta?

A maior parte da embreagem está oculta, então você só pode realmente sentir se há algo errado ao dirigir, um mecânico será capaz de dizer rapidamente se há um problema, então sempre vale a pena verificar se você sentir que algo está errado.

Como funciona uma embreagem?

A embreagem é um dispositivo para desconectar e conectar eixos rotativos. Em uma caixa de câmbio manual, o motorista empurra para baixo a embreagem ao mudar de marcha para desconectar o motor da caixa de câmbio.

Existem várias peças na embreagem, que podem se desgastar ou saltar, os discos podem estar desgastados, assim como um sistema de mola pode quebrar ou afrouxar. Todas essas peças podem ser substituídas independentemente umas das outras. No entanto, ao trocar o volante, toda a embreagem precisa ser trocada. Isso pode ser um trabalho caro.

Você pode encontrar o ponto de mordida?

Muitos motoristas não têm certeza de onde está o ponto crítico. Se der um pequeno salto ao arrancar, significa que terá que pisar mais no acelerador. Em algumas situações é necessário que você saiba exatamente o ponto de mordida, ou use o freio de mão para ajudar. Se você parar em uma colina, precisará ser capaz de encontrar o ponto de mordida com precisão, para garantir que não perca tempo.

Fonte: Reprodução: Pinterest

Isto é o que você faz:

  • Quando estiver parado, puxe o freio de mão
  • Pressione a embreagem e coloque o carro em primeira marcha
  • Solte o freio e coloque o pé no acelerador
  • Ao começar a dirigir, você pressiona suavemente o acelerador e, aos poucos, solta a embreagem
  • Quando você pode sentir a potência do motor, você solta suavemente o freio de mão
  • O truque é soltar a embreagem e o freio de mão ao mesmo tempo e de forma tão suave que o carro avance sem ter que acelerar demais
  • Se o carro desligar, pise no freio de mão para que o carro não role para trás

Fonte:https://pt.wikipedia.org/wiki/Embraiagem#:~:text=A%20embraiagem%20ou%20embreagem%20%C3%A9,o%20diferencial%20atrav%C3%A9s%20do%20eixo.

Seguro de automóveis: por que devo contratar

De acordo com relatório da firma Mundial de Saúde (OMS, o Brasil aparece em 5º emprego entre os países recordistas em mortes na passagem, registrando mais de 37 mil em 2016, ano do último ereção feito pelo Sistema de informações sobre Mortalidade, do ministério da Saúde. Esses são dados alarmantes, que ficam ainda piores quando associados a quantidade de pequenas infrações ignoradas pelas estatísticas.

Nesse caso, o fato é que dirigir sempre nos deixa expostos a riscos e, por isso, é tão importante ocupar-se com a proteção e as condições do seu veículo. Pensando nesse cenário, a fim de proteger-se e oferecer maior salvamento a todos ao sua circunvizinhança, contratar um seguro de automóveis se torna algo essencial.

O que é e como funciona o seguro de automóveis

O seguro de automóveis é firmada entre o cliente e a seguradora, intermediada por uma corretora de seguros devidamente credenciada, a qual tem a meta de proteger seu veículo e garantir a indenização em caso de furto ou danos cobertos pela contratação. Com ele, é possível ter mais tranquilidade, protegendo financeiramente o seu carro, você mesmo e o além disso passageiros.

Quanto ao valor do benefício, a seguradora se encarga de realizar um análise do seu perfil e avaliar qual é o melhor opção de serviço, de acordo com suas necessidades. São 4 os gêneros de seguros de automóveis:

  • seguro de patrimônio: incêndio, roubo ou furto e colisão são as principais coberturas a serem contratadas, pois com elas se consegue resguardar das principais ocorrências;
  • de terceiros: o foco dessa cobertura são os danos materiais e corporais causados a outras pessoas envolvidas em acidentes. Existe a possibilidade de cobertura para danos morais, mas por não ser obrigatório fica a critério do cliente a sua contratação;
  • de acidente de passageiros: apesar de não ser obrigatório para carros de passeio, ele é muito importante por garantir uma indenização aos passageiros no caso de um acidente;
  • seguro compreensivo: considerado o mais completo, além de incluir todas as coberturas anteriores, ainda pode contar com outros tipos de assistências adicionais a serem contratadas pelo cliente.

É importante ressaltar que os cataclismos são cobertos pela igual apenas quando ocorridos dentro da vigência do acordo do seguro, de acordo com suas cláusulas. Além disso, caso não ocorra nenhum sinistro durante a vigência do seguro, é atribuído um desconto por meio dos bônus, tornando menor a polpa a ser pago na renovação. Vale ressaltar que o emprego de algumas das assistências, como guincho por exemplo.

Por que os valores variam tanto

É certo que cada tipo de certo tem um custo variável. Porém, é importante farejar que isso não se deve apenas aos diferentes tipos de coberturas, mas, também, os muitos outros fatores que aguentem afetar a cotação, como o índice de ocorrências de sinistro, por exemplo. Essa taxa de circunstâncias de incidentes, juntamente o análise do perfil do cliente, influencia diretamente no preço final. Além disso, é preciso levar em conta que cada seguradora estabelece critérios próprios, sendo esse um das principais pontos que fazem a polpa variar tanto.

Questões como: modelo e ano do carro, franquia escolhida, se a condução fica estacionado em garagem, também interferem no custo final do seguro. afinal, esses fatores ajudam a estabelecer um perfil de uso do veículo e a reconhecer suas principais características. Outro ponto relevante é a perfil do condutor, ou seja, pessoas que apresentam hábitos arriscados têm maiores chances de se envolverem em acidentes. Em razão disso, elas costumam pagar um valor mais abrangente, o qual é caro pela seguradora, levando em conta alguns fatores como:

  • estado civil.
  • idade.
  • quantidade de condutores.

FONTE: https://g1.globo.com/

FONTE: https://www.r7.com/

FONTE: https://www.terra.com.br/noticias/

FONTE: https://noticias.uol.com.br/

Como saber se a escolha da bateria de carro está correta

A maioria dos motoristas desconhece qual bateria de automóvel é ideal para o seu tipo de automotor. Apesar dessa peça ser graúdo para o funcionamento do auto, é comum que os proprietários de carros só prestem atenção na bateria no instante em que precisam trocá-la. No entanto, para sub-rogar a bateria do automotor é importante que você compre a peça certa. Mas como futurar qual é a bateria de carro ideal para o modelo do seu veículo?

Neste post, preparamos um checklist das itens mais importantes para se atentar na hora de adquirir a bateria do sua automóvel. Além desses detalhes, você deve aturar de olho em quem carrega a peça. As lojas que revendem baterias Moura contam com profissionais capacitados e prontos para atendê-lo e tirar todas as suas dúvidas a respeito de cada peça.

Observe a amperagem (capacidade de Ah) da bateria de carro

Essa é a primeira dica que separamos para você! Cada bateria de carro tem uma capacidade de acumular energia. dessa forma, os automóveis que demandam mais energia para conservar seus componentes elétricos funcionando necessitam de baterias com maior capacidade elétrica. Caso a bateria esteja fora das bitolas do fabricante, você aguentará ter problemas elétricos em sua menstruação.

Analise o tamanho da peça

Baterias com amperagens iguais ainda podem ser diferentes. Portanto, você deve observar o porte da sua bateria e a posição dos polos para dizer que a instalação seja adequada no espaço reservado para a peça. Fique de olho no tamanho da sua bateria de automóvel.

Veja se a bateria de carro tem o selo do Inmetro

É importante ver se a bateria de carro tem o selo do Inmetro. A certificação de baterias automotivas é obrigatória e nenhuma peça importada ou produzida no Brasil pode ser comercializada sem a certificação. as baterias Moura têm esse selo e são reconhecidas por ser um produto inovador e de qualidade. Além disso, a Moura é a bateria utilizada pelas principais montadoras do globo e já ganhou vários prêmios por seu atributo.

Verifique se você terá a sua entrega agendada

Ninguém compra uma bateria de auto da mesma maneira que adquire um computador ou uma celular moderno. No entanto, você pode comprar uma bateria com entrega imediata ou agendada na sua casa ou no sua lida e com várias opções de pagamento.

Se você precisa comprar uma bateria, , a plataforma online de taverna de baterias Moura, pode oferecer a opção certa para o sua automóvel. Na plataforma, você aguentará realizar um pedido e, em até 50 minutos, sua bateria será devotado onde você estiver.

É fácil e rápido. E o melhor é que a da bateria de carro delivery, o teste e a esbórnia por uma bateria Moura nova são serviços gratuitos. Você só paga a polpa da bateria na hora do cede. Isso, sem dúvidas, traz um grande comodidade para você, não é franqueza

Observe os termos de garantia

Faça algumas perguntas para o comerciante de bateria de automóvel. Entre essas perguntas, veja o que anula a garantia do fabricante. Pergunte também se a marca é original de alguma montadora. É indicado que o produto seja original de alguma fábrica de automóveis. a afim vale para caminhões e utilitários. Não adquira baterias que não são de ecos confiáveis.

FONTE: https://www.terra.com.br/noticias/

FONTE: https://noticias.uol.com.br/

FONTE: https://www.estadao.com.br/mais-lidas

Como Cuidar da Pintura do Carro?

pintura-de-carro

A cor de um carro desempenha um papel muito importante em nossa decisão de comprá-lo ou não. Afinal, é um reflexo da nossa personalidade. No entanto, alguns anos depois, a pintura do carro geralmente perde o brilho e começa a parecer opaca e morta.

Um sol escaldante de verão, sal no ar, sucos de insetos esmagados no pára-choque e até mesmo pequenos tons agitados pelos pneus dos carros à frente podem ter sido a razão de todas aquelas marcas e rachaduras na pintura.

Mas espere, pois ainda há boas notícias. Você pode voltar no tempo e recuperar o brilho. Tudo o que você precisa é de um pouco de conhecimento sobre os cuidados adequados com a pintura do carro.

Siga os procedimentos simples de quatro estágios do AUTO BILD INDIA para transformar um carro de aparência monótona em uma verdadeira peça de exibição.

1. Lavando-o

Antes de o carro ir para uma nova camada de tinta, toda a sujeira deve ser removida. Lave a sujeira, principalmente das áreas como atrás da moldura, dentro das cavas das rodas, embaixo dos pára-choques, etc, com uma lavagem de alta pressão. Cuidado: Mantenha distância suficiente para evitar danos às chapas de metal e plásticos causados ​​pela força da água. Evite usar cera quente nesta fase, pois prejudica o efeito de polimento subsequente. Limpe as molduras das portas e as soleiras das portas manualmente. Também tome cuidado com fungos no chão; fungos podem causar arranhões na pintura.

PROTEÇÃO VEICULAR BH

2. Sujeira Problemática

Depois de lavar a sujeira e a sujeira da superfície do carro, é hora de remover a sujeira problemática. Goma ou seiva de árvore, excrementos de pássaros e insetos que respingam no pára-choque dianteiro e no capô atacam a pintura e deixam marcas nela. O verdadeiro problema, porém, é que eles também podem ser corrosivos. Quando começam a secar, também se contraem e esticam a superfície superior da tinta, fazendo-a rachar. Com o tempo, a infiltração de água nas camadas de tinta pode inchar.

Se não forem removidos imediatamente, podem danificar a pintura permanentemente. Isso torna a pintura opaca e rachada. Existem no mercado agentes químicos específicos para a remoção dessa sujeira da carroceria. Após a aplicação desses agentes químicos, lave os restos e a sujeira com água limpa. Lave a área tratada com shampoo automotivo e deixe secar naturalmente. Não use o agente de limpeza sob luz solar forte ou em tinta quente, porque o agente começa a secar rapidamente e se torna difícil de remover.

3. Danos à pintura

O próximo passo é uma inspeção visual para ver se há algum dano na pintura do carro. Provavelmente, você encontrará muitos pequenos amassados ​​e arranhões. Razão? Pedras esvoaçantes e chaves deixam marcas na pintura. A maioria dos arranhões pode ser removida com diferentes ferramentas e habilidades técnicas, mas se não reagir imediatamente, há o risco de custos elevados mais tarde, uma vez que os arranhões estão no metal descoberto, há risco de ferrugem da carroceria do carro.

4. Processar e preservar

A última etapa é o acabamento. Antes de iniciar o polimento e enceramento, as peças de plástico devem ser protegidas com cuidado para evitar manchas posteriores. Em seguida, aplique limpador de tinta e polonês juntos. Se nenhum produto combinado estiver disponível, aplique cera dura. Seja manualmente ou com uma máquina de polir, nunca polir sob um sol forte ou em calor extremo. Após o polimento selar na tinta. Remova os lubrificantes usados ​​no polimento.

Dicas 5-6

Cuidado! Fúria da natureza

A ampliação de 15X mostra como a pegada de uma mosca danifica a pintura. Um polimento pode não resolver o problema

Se a seiva da árvore na tinta ficar exposta à luz solar direta por um longo tempo, ela pode rachar a superfície da tinta

Excrementos de pássaros (com zoom de 50X), se não forem limpos imediatamente com bastante água, podem danificar a pintura

5. Como lidar com o envelhecimento da tinta

Para manter o brilho da pintura em um carro novo, leve-o para uma lavagem regular. O polidor de cera é recomendado a cada seis meses.

Após três anos, uma superfície visivelmente lisa torna-se realmente irregular. Recomenda-se a limpeza de laca leve e o polimento de tinta.

Em um carro antigo, a superfície da pintura torna-se muito irregular. Uma simples lavagem não será suficiente. Requer um limpador de tinta, polidor e selante.

6. Seque seu carro

Uma lavagem regular ajudaria muito a proteger a pintura. É igualmente importante que seque a superfície do carro após a limpeza. Use um pano de algodão macio para limpar a superfície do ater. Isso evitará a formação de marcas de água na superfície da tinta, causadas por depósitos minerais na água que traçam o contorno de uma gota d’água.

Dicas 7 a 10

Dicas de reparo

7. Arranhões na superfície

Pequenos danos, por exemplo arranhões na cavidade da maçaneta da porta, podem ser polidos com pasta de polimento. Na maioria dos casos, a menos que a camada original de tinta seja muito fina, um simples trabalho de polimento será suficiente para remover o risco.

8. Arranhões profundos (solução temporária)

No caso de um arranhão profundo, uma solução de emergência é retocar o arranhão com um lápis de cera, a cera ajuda por atuar como uma camada protetora. No entanto, após algumas lavagens, a cera será removida.

9. Arranhões profundos (solução permanente)

Arranhões profundos expõem o metal exposto, que pode estar sujeito à ferrugem. Para evitar a ferrugem, faça um trabalho de retoque na broca riscada.

10. Grandes danos

Se o dano à pintura for em uma grande área, um simples retoque não será suficiente. Obtenha a camada superior pulverizada em várias camadas finas. Depois de seco, dê um polimento na transição.