Benefícios do cuidado e reparo profissional de ar condicionado automotivo

O sistema de ar condicionado é um componente vital de qualquer veículo. O AC oferece uma experiência de direção confortável, especialmente nos dias quentes de verão. Ele controla o movimento, pureza, umidade e temperatura do ar, independentemente das condições externas. O Ar Condicionado automotivo oferece um ambiente relaxante para os motoristas desfrutarem de seu trajeto.

No devido tempo, entretanto, o AC pode começar a causar problemas. Isso pode fazer com que ele faça ruídos ou pare de funcionar completamente, soprando ar quente. Nessas circunstâncias, é uma boa opção levá-lo para manutenção ou reparo com visita a um profissional. Aqui estão alguns benefícios de fazer isso:

Benefícios de cuidados e reparos de ar condicionado automotivo profissional

Fonte: Reprodução: Pinterest

Garantindo o desempenho ideal

O ar condicionado de seu automóvel não funcionará bem sem manutenção e inspeções. Isso também pode levar a problemas quando você mais precisa do seu AC. Complicações problemáticas, como vazamentos de refrigerante, podem fazer com que o ar continue soprando, mas fique cada vez mais quente em comparação com sua condição ideal. Ter um profissional que verifica o CA do seu carro garante um desempenho ideal. Mecânicos profissionais inspecionam seu sistema completamente e corrigem todos os problemas com seu AC.

Remove Contaminantes Aerotransportados

Quando você visita um serviço profissional de ar-condicionado automotivo, eles ajustam o sistema para garantir que ele forneça ar frio. Quando os filtros de ar estão sujos ou precisam ser substituídos, detritos problemáticos começam a se espalhar no ar ao ligar o AC. Visitando um profissional, você pode limpar completamente o sistema. Isso garante a remoção de mofo, pólen, poeira e outros contaminantes transportados pelo ar, melhorando significativamente a qualidade do ar.

Substituir componentes defeituosos

Se a manutenção não fizer com que o seu AC funcione corretamente, o mecânico substituirá os componentes defeituosos por peças genuínas para a marca / modelo do seu veículo. Um mecânico especializado obterá as peças de reposição certas e as instalará de acordo.

Isso livrará o sistema de CA de todos os tipos de problemas, garantindo que você receba ar fresco o tempo todo. Um profissional também será capaz de encontrar e corrigir outros problemas de CA, como problemas de corrente elétrica, vazamentos e recargas de fluido para garantir que seu sistema funcione perfeitamente por um longo tempo.

Portanto, se o seu AC está com problemas e você deseja receber os benefícios acima mencionados, é hora de visitar um serviço profissional de Ar Condicionado Automotivo.

Fonte: Reprodução: Pinterest

Aqui estão 5 benefícios principais de realizar a manutenção de A / C de rotina:

  • Maior conforto: a manutenção regular do ar-condicionado mantém o sistema de resfriamento doméstico funcionando corretamente, o que mantém as temperaturas consistentemente confortáveis.
  • Melhor qualidade do ar: Um ar condicionado bem conservado mantém o ar da sua casa limpo e livre de toxinas, especialmente quando combinado com alguns dos incríveis sistemas atuais de qualidade do ar interno!
  • Menos reparos: Mais de 80 por cento dos reparos mais caros de condicionadores de ar podem ser evitados com um pouco de manutenção de rotina.
  • Economia mensal: um sistema de A / C bem mantido é mais eficiente, portanto, você também economizará nas contas de serviços públicos.
  • Vida útil mais longa do sistema: substituir o sistema de ar-condicionado antes do tempo pode ser uma chatice e cara, aliás. Um sistema de A / C bem mantido durará muito mais tempo do que seus equivalentes negligenciados.

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Condicionamento_de_ar

Alugue vs. Compre: como decidir em 5 etapas

Não há dúvida de que comprar uma casa é uma decisão importante na vida, mas é a certa para você? Claro, não há uma resposta correta única, pois há prós e contras tanto em alugar quanto em comprar. Um fator importante no processo de tomada de decisão de qualquer pessoa se resume às finanças. Na maioria dos casos, o aluguel parece ser a opção mais acessível.

No entanto, nem sempre é esse o caso. Sua decisão pode se resumir a várias considerações de estilo de vida, como se você deseja flexibilidade ou estabilidade, quais são seus objetivos de carreira e se deseja um lugar que realmente considere seu.

Se você não sabe se deve alugar ou comprar, continue lendo para descobrir o que você precisa considerar antes de mergulhar.

Prós e contras do aluguel 

PRÓS

  • ·         Mobilidade / liberdade para se mover
  • ·         O proprietário paga pela manutenção
  • ·         Não requer custos de fechamento caros
  • ·         Sem flutuação nas despesas mensais de habitação
  • ·         Permite que você faça um test-drive em diferentes espaços de vida

CONTRAS

  • ·         Você não constrói nenhum patrimônio
  • ·         Capacidade limitada de personalizar seu espaço de vida
  • ·         O aluguel pode subir com o tempo
  • ·         O proprietário pode vender ou decidir parar de alugar
  • ·         Sentido limitado de estabilidade / permanência em casa

Prós e contras de compras 

PRÓS

  • ·         Você constrói patrimônio ao longo do tempo
  • ·         O valor da casa pode aumentar com o tempo
  • ·         Você pode obter benefícios fiscais
  • ·         Liberdade ilimitada para personalizar seu espaço de vida
  • ·         Sensação de estabilidade / permanência em casa

CONTRAS

  • ·         Os custos de fechamento podem ser proibitivos
  • ·         Responsabilidade pela manutenção e reparos que requerem tempo e esforço
  • ·         Menos flexibilidade para se mover (com maior dificuldade / despesa)
  • ·         O valor da casa pode diminuir
  • ·         Leis fiscais recentes podem prejudicar benefícios fiscais
Fonte: Reprodução: Pinterest

Alugue vs. Compre: como decidir em 5 etapas

1. Decida por quanto tempo você planeja morar no mesmo lugar

Em outras palavras, você está planejando criar raízes em sua comunidade ou deseja mais flexibilidade?

Se você tem certeza de que vai ficar em uma casa por pelo menos 5 anos, comprar uma casa pode fazer sentido. Isso porque pode ser um bom ajuste financeiro e emocional, você pode dar um toque pessoal à sua casa e realmente fazer com que pareça que é sua.

Porém, alugar é a melhor opção se você preferir ser mais nômade. Por exemplo, digamos que você realmente tenha esperança de conseguir uma promoção no emprego, mas é do outro lado do país. Você não quer ter que lidar com o incômodo de vender uma casa durante a transição para uma nova posição. Ou talvez você tenha se mudado para uma nova área e queira algum tempo para conhecer diferentes bairros antes de se estabelecer em algum lugar.

Claro, você pode comprar uma casa e vendê-la em alguns anos, mas os custos dificilmente compensam. Além dos custos iniciais de fechamento e mudança, você pode estar pagando mais custos de fechamento ao vender uma casa, além de outros custos, como reparos e renovações, que fariam com que a casa fosse vendida por um bom preço.

2. Estimar o custo de aluguel vs. Comprando

Em muitos casos, alugar pode ser mais barato do que comprar uma casa devido aos custos iniciais envolvidos. Isso inclui um pagamento inicial, custos de fechamento, custos de mudança, quaisquer renovações e outras tarefas de manutenção da casa.

Dito isso, só porque você pode pagar uma hipoteca não significa que pode pagar uma casa; despesas somam. Além de um pagamento mensal que é mais do que o principal e os juros de sua hipoteca, você também terá impostos sobre a propriedade, seguro residencial e (em muitos casos) seguro hipotecário, bem como taxas de associação de proprietário.

Por outro lado, comprar uma casa pode ser mais barato no longo prazo e oferece a oportunidade de acumular patrimônio. (Esperançosamente, o valor de sua casa aumentará quando você vendê-la) Na maioria das áreas, comprar uma casa é realmente mais barato, de acordo com um relatório que mostra que após 6 anos o pagamento da hipoteca do proprietário é menor do que isso de um locatário. Isso supõe que o aluguel tem um aumento de 5% a cada ano e o proprietário está pagando um pagamento mensal fixo.

Não só isso, mas há economia de impostos para ser um proprietário. (Embora com as recentes mudanças fiscais, pode haver limites quanto aos juros de hipotecas, impostos sobre a propriedade estaduais e locais que você pode dar baixa). Mas, de acordo com o mesmo relatório o pagamento do proprietário será menor do que o pagamento do locatário após 3 anos.

Isso não quer dizer que você deva mergulhar direto na questão da casa própria. É perfeitamente normal alugar por alguns anos, economizar e comprar uma casa se você está decidido a ter uma casa própria. A economia nos custos de ser um proprietário também pressupõe que você ficará em uma casa por um longo prazo e pode não levar em consideração os custos de manutenção. No entanto, se você pagar sua hipoteca e continuar morando com a casa, a economia pode ser significativamente mais barata, mesmo com os custos de manutenção da casa.

3. Mobilidade vs. Eliminando as raízes: o que é mais importante para você?

Por mais clichê que pareça, a vida acontece. Mesmo com a melhor das intenções, é difícil prever o que pode acontecer a seguir. Se você pretende ficar no mesmo lugar por muito tempo e tem os meios financeiros para isso, comprar uma casa pode fazer mais sentido. 

No entanto, é importante dar uma olhada em sua situação de vida atual e pensar se ela vai mudar ou não nos próximos anos. Porque se isso acontecer, suas necessidades de moradia também podem mudar (ou seja, você pode querer adiar a compra de uma casa). 

Por exemplo, você e seu parceiro de longa data podem ter acabado de ficar noivos e planejam se casar nos próximos 2 anos. Nesse caso, comprar pode não fazer sentido porque vocês dois querem descobrir como combinar suas finanças e elaborar sua rotina de orçamento antes de adicionar uma casa à mistura.

Ou digamos que você e seu cônjuge acabaram de se casar e não têm certeza se ainda querem começar uma família. Se você tem alguma ideia de que pode querer ter filhos em breve, não deve comprar uma casa que não vá acomodar uma família em crescimento dentro de alguns anos.

Em ambos os casos, pode ser uma boa ideia alugar por enquanto, para que você tenha tempo de descobrir o que quer em uma casa, quais são suas necessidades de orçamento e que tipo de casa pode ser mais adequada para seu estilo de vida espero ter no futuro.

4. Avalie os riscos de alugar e comprar

Conforme mencionado acima, existem riscos tanto para o aluguel quanto para a compra de uma casa. Embora você possa acumular patrimônio líquido ao comprar uma casa, existem alguns riscos financeiros. Por um lado, você pode perder dinheiro se houver uma desaceleração no mercado imobiliário local. Ou, se você vender sua casa mais cedo do que deseja, pode não ser capaz de compensar o que gastou em custos de fechamento ou reformas.

Não vamos esquecer os custos de manutenção. Essas são despesas que você precisará pagar para manter a casa em boas condições. Pense em verificar os filtros de ar e aberturas, testar alarmes de incêndio, paisagismo, consertar problemas de encanamento, entre outras coisas.

Se você está focado em outras coisas em sua vida, como uma carreira que exige que você viaje com frequência ou se você tem vários filhos pequenos para cuidar, adicionar a manutenção da casa à sua lista de responsabilidades pode não ser a melhor escolha.  

Por outro lado, alugar significa que você não terá a oportunidade de acumular patrimônio líquido como faria ao comprar. Seu aluguel pode aumentar a qualquer momento. Você também está à mercê do seu senhorio, por exemplo, sendo solicitado a se mudar ou tendo que lidar com pedidos de manutenção que estão sendo adiados.

5. Avalie sua situação financeira

É importante observar que você precisa ser realista quanto à sua situação financeira ao decidir entre alugar e comprar. Depois de estimar os custos de aluguel versus compra, seja honesto sobre se você pode pagar outros custos iniciais, como um pagamento inicial, reparos, custos de mudança e compra de móveis novos. Considere o uso de uma calculadora de hipoteca para estimar seus pagamentos mensais, bem como a quantidade de casa que você pode pagar.

Em ambos os casos, faça um orçamento cuidadoso agora mesmo, então não importa o que você escolha, você poderá pagar uma casa ou alugar.

Fonte: Reprodução: Pinterest

Alugue vs. Compre: algumas reflexões finais

Nem sempre há uma resposta clara para a questão de alugar ou comprar. Dependendo de sua situação de vida e finanças, a resposta pode mudar com o tempo. Existem outras opções, como aluguel de propriedade própria, onde você começa a alugar e depois se torna um proprietário. Não importa qual decisão você tome, é crucial tomar uma decisão informada com base em sua situação financeira e estilo de vida. 

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Cons%C3%B3rcio

O QUE ACONTECE SE VOCÊ COLOCAR O CARRO EM MARCHA À RÉ ENQUANTO DIRIGE?

Se você já acidentalmente colocou a alavanca de câmbio em ponto morto enquanto dirigia, conhece a sensação de puro pânico quando o veículo de repente gira sem acelerar. Embora este momento possa induzir ao pânico, na maioria dos casos, não causará grandes danos.

Mas você já se perguntou o que aconteceria se acidentalmente colocasse a marcha ré do seu veículo em marcha à ré durante a condução? Saiba o que pode acontecer ao seu veículo com transmissão automática se você o colocar em marcha à ré enquanto dirige, e o que fazer se isso acontecer.

Fonte: Reprodução: Pinterest

É possível colocar o carro em marcha à ré durante a condução?

Antes de ver o que acontece se você colocar o carro em marcha à ré enquanto dirige, primeiro pergunte se é possível fazer isso. A resposta curta é: depende.

Muitos veículos modernos com transmissão automática têm controles eletrônicos que anularão a solicitação de mudança se o computador achar que é um erro. Se você engatar a marcha à ré enquanto dirige, eis o que pode acontecer.

1. Seu veículo ativará um recurso de inibição de reversão.

Muitos veículos na estrada hoje são equipados com um inibidor de reversão como uma medida de segurança para o veículo e para o motorista. Esse inibidor essencialmente ignora a solicitação para colocar a transmissão em marcha à ré enquanto o carro está dirigindo até que o veículo diminua a uma velocidade aceitável para mudar.

Os fabricantes de automóveis instalam esse recurso nos carros para proteger seu veículo de reparos caros e para ajudar a proteger você e a segurança de seus passageiros – especialmente em velocidades de estrada. Em muitos veículos, o inibidor de reversão é controlado pelo computador de bordo. Mas mesmo os modelos mais antigos utilizavam um sistema mais manual com um aparelho de controle hidráulico como sistema de inibição reversa.

Se o seu veículo estiver equipado com um recurso de inibição de ré, colocar o carro em marcha à ré enquanto dirige pode ser um pouco desanimador, pois o recurso não permitirá que nada aconteça até que você reduza a velocidade ou pare. No entanto, a melhor coisa que você pode fazer é evitar “testar” esse recurso, mantendo sua mão longe do câmbio enquanto dirige seu veículo automático.

2. Seu veículo irá parar e você poderá ouvir um ruído de trituração.

Se por acaso seu veículo não estiver equipado com um inibidor de reversão, ou estiver com defeito ou quebrado, colocar a transmissão automática em marcha à ré durante a direção provavelmente fará o motor morrer.

A transmissão automática do seu veículo é composta por um sistema de engrenagens que trabalham em conjunto para movê-lo pela estrada. As engrenagens irão girar em uma direção para impulsionar seu carro para a frente e na direção oposta ao dar ré. A transmissão automática usa um conversor de torque e fluido de transmissão para mudar as marchas e aumentar a potência do motor para a transmissão e, finalmente, para as rodas.

Fonte: Reprodução: Pinterest

Você coloca seu carro em marcha à ré durante a condução. O que agora?

Se, de alguma forma, você conseguir colocar a transmissão automática em marcha à ré enquanto dirige para a frente, a primeira coisa a fazer é manter a calma! O pânico pode induzir decisões irracionais e inseguras.

Quando você sentir que o veículo está enguiçado, desligue o acelerador, coloque o veículo em ponto morto e desça até o acostamento. Como o motor provavelmente morreu, você pode perder a assistência da direção hidráulica e a assistência do freio hidráulico, então, calma e cuidadosamente, pare o carro com segurança no acostamento. Certifique-se de que o carro pare totalmente e, em seguida, vire para o estacionamento. Pode ser necessário desligar o motor e ligar o carro novamente.

Com o motor ligado, coloque-o em movimento e comece a avançar lentamente. Se o veículo estiver dirigindo normalmente, vá em frente e dirija-se até sua mecânica mais próximo para que um especialista verifique se há sinais de danos no sistema de transmissão automática. Se o seu veículo estiver emitindo sons ou sentir problemas quando você começar a dirigir, pare e entre em contato com a assistência rodoviária para levá-lo ao centro de serviços de sua vizinhança.

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Mec%C3%A2nica_automotiva

Quão importantes são as trocas regulares de óleo?

Fonte: Reprodução: Pinterest

Todos nós sabemos que você precisa trocar o óleo a cada 3.000 – 5.000 milhas, mas por quê? Você leva seu carro para a oficina e fica sentado batendo no chão com o pé, perguntando-se por que está demorando tanto, tentando decidir quanto tempo pode demorar antes da próxima troca de óleo. Depois, há a conta.

Eles sempre parecem adicionar uma cobrança extra que você não esperava. Qual é o problema, afinal? Se você olhar no manual do seu carro, ele vai sugerir com que frequência você deve trocar o óleo, mas não vai revelar o segredo do porquê. Felizmente, trocar o óleo é um dos serviços de manutenção automotiva mais baratos suas necessidades de carro. Apesar de ser relativamente barato, a troca de óleo regularmente e dentro do prazo desempenha um papel fundamental na preservação do seu veículo e na economia de dinheiro.

Fonte: Reprodução: Pinterest



O petróleo é a força vital do seu veículo. 

Ele mantém os vários componentes do motor funcionando de maneira eficiente e ajuda a reduzir o acúmulo de verniz e carbono devido ao acúmulo no motor. Como você sabe, o motor pode ficar muito quente com os milhares de pequenas explosões que ocorrem a cada minuto; o óleo ajuda a retirar o calor da câmara de combustão, evitando essencialmente que o motor exploda. À medida que o óleo acumula calor, verniz e carbonos durante o processo de proteção e manutenção do motor funcionando sem problemas, ele eventualmente se torna menos líquido e mais lodo. Não importa o quão bom seja o óleo, eventualmente ele se degrada conforme os aditivos são usados. É quando você deve trocar o óleo.

Com que frequência e que tipo de óleo deve ser usado? Dependerá do tipo de óleo que você escolherá usar, que tipo de carro e com que frequência você dirige. É aqui que o manual do proprietário será útil. O velho ditado sugere a cada 3 meses ou 3.000 milhas. A quantidade de quilometragem que você dirige é mais importante do que a quantidade de tempo. Você pode fazer uma viagem e percorrer alguns milhares de quilômetros em algumas semanas ou pode levar cinco meses antes de atingir a quilometragem recomendada. Preste atenção no hodômetro e em como você dirige seu veículo. Dirigir em condições climáticas extremas ou rebocar muito peso atrás do carro também afetará o óleo.

Se você acha que não tem tempo ou dinheiro para trocar o óleo e decide esperar, eventualmente o óleo vai piorar cada vez mais, tornando-se mais como lama e entupir o motor. Os motores são caros para limpar e substituir um pistão gasto não é uma conta de conserto de automóveis que você deseja receber. Resumindo: vale a pena o tempo e o custo mínimo de manutenção.

Por que a troca do óleo do motor no intervalo adequado é tão importante? Certificar-se de que você troca o óleo regularmente é a manutenção de rotina mais importante que existe.  Trocas de óleo adequadamente programadas são cruciais para manter seu carro funcionando corretamente.

Fonte:https://pt.wikipedia.org/wiki/Embraiagem#:~:text=A%20embraiagem%20ou%20embreagem%20%C3%A9,o%20diferencial%20atrav%C3%A9s%20do%20eixo.

O Design da Embreagem do Carro

Simplificando, a embreagem é o dispositivo mecânico que transfere a potência rotacional do motor para as rodas em qualquer veículo manual.

embreagem é a parte do carro que conecta dois ou mais eixos rotativos. Em um carro com transmissão manual, a embreagem controla a conexão entre o eixo que vem do motor e os eixos que giram as rodas. É uma parte vital do maquinário de trabalho do carro, pois o motor gera energia o tempo todo e tem peças que giram constantemente, mas as rodas não giram constantemente.

Para permitir que o carro mude de velocidade e pare completamente sem desligar o motor, a conexão entre as rodas e o motor precisa ser interrompida temporariamente. A embreagem possui duas partes principais: a placa de embreagem e o volante. Se seu pé não estiver pressionando o pedal da embreagem, há um conjunto de molas que mantêm uma placa de pressão pressionada contra a placa da embreagem.

A pressão das molas também empurra a placa de embreagem contra o volante. Isso conecta o motor ao eixo, que transfere o movimento para as rodas e faz as duas girarem ao mesmo tempo. Quando seu pé pressiona o pedal da embreagem, você pressiona um garfo de liberação, que, por meio de uma série de molas e pinos, puxa a placa de pressão para longe da placa de embreagem. Isso quebra a conexão entre o motor em rotação e as rodas, o que significa que as rodas continuam a girar, mas sob seu próprio impulso, não por meio da força do motor.

Este design permite que você desengate as rodas do motor para mudar de marcha, permitindo que os motoristas tenham um grande controle sobre a velocidade de seu carro.

Fonte: Reprodução: Pinterest

Substitua ou repare sua embreagem

Se você começar a sentir a embreagem fazendo alguns pequenos solavancos, como nós em uma corda, pode ser um sinal de que a embreagem está com defeito

Quando você deve substituir a embreagem?

Normalmente, a embreagem é liberada suavemente em ambas as direções. Pode parecer mais difícil pressioná-lo ou não é liberado com a facilidade normal. Quando você pressiona a embreagem e muda de marcha, ouve-se alguns sons de que as engrenagens estão girando uma contra a outra, uma espécie de ruído de trituração. Isso indica que é hora de um profissional inspecionar a embreagem.

Posso ver se a embreagem está gasta?

A maior parte da embreagem está oculta, então você só pode realmente sentir se há algo errado ao dirigir, um mecânico será capaz de dizer rapidamente se há um problema, então sempre vale a pena verificar se você sentir que algo está errado.

Como funciona uma embreagem?

A embreagem é um dispositivo para desconectar e conectar eixos rotativos. Em uma caixa de câmbio manual, o motorista empurra para baixo a embreagem ao mudar de marcha para desconectar o motor da caixa de câmbio.

Existem várias peças na embreagem, que podem se desgastar ou saltar, os discos podem estar desgastados, assim como um sistema de mola pode quebrar ou afrouxar. Todas essas peças podem ser substituídas independentemente umas das outras. No entanto, ao trocar o volante, toda a embreagem precisa ser trocada. Isso pode ser um trabalho caro.

Você pode encontrar o ponto de mordida?

Muitos motoristas não têm certeza de onde está o ponto crítico. Se der um pequeno salto ao arrancar, significa que terá que pisar mais no acelerador. Em algumas situações é necessário que você saiba exatamente o ponto de mordida, ou use o freio de mão para ajudar. Se você parar em uma colina, precisará ser capaz de encontrar o ponto de mordida com precisão, para garantir que não perca tempo.

Fonte: Reprodução: Pinterest

Isto é o que você faz:

  • Quando estiver parado, puxe o freio de mão
  • Pressione a embreagem e coloque o carro em primeira marcha
  • Solte o freio e coloque o pé no acelerador
  • Ao começar a dirigir, você pressiona suavemente o acelerador e, aos poucos, solta a embreagem
  • Quando você pode sentir a potência do motor, você solta suavemente o freio de mão
  • O truque é soltar a embreagem e o freio de mão ao mesmo tempo e de forma tão suave que o carro avance sem ter que acelerar demais
  • Se o carro desligar, pise no freio de mão para que o carro não role para trás

Fonte:https://pt.wikipedia.org/wiki/Embraiagem#:~:text=A%20embraiagem%20ou%20embreagem%20%C3%A9,o%20diferencial%20atrav%C3%A9s%20do%20eixo.