O que é Gengivite?

A gengivite é a fase inicial da doença periodontal que pode afetar de maneira direta sua saúde bucal e geral. Conheça as causas, reconheça os sintomas e aprenda a tratá-la e preveni-la.

A gengivite consiste na inflamação do tecido gengival que rodeia o dente. Esta inflamação é causada geralmente pela acumulação de placa. Se não for tratada a tempo, ela pode evoluir e passar a ter uma forma mais crónica de doença periodontal, conhecida como periodontite, uma das principais causas da perda de dentes nos adultos. Em geral, a gengivite é indolor, portanto, no caso de apresentar qualquer sinal ou sintoma, visite a seu odontologista para uma avaliação adequada e determinar um plano de tratamento.

Quando a gengivite vira periodontite as gengivas começam a afastar-se dos dentes, criando pequenas bolsas. As bactérias podem ficar presas nestas sacolas, enfraquecendo o osso que suporta o dente. Certifique-se de visitar a seu odontologista imediatamente para receber uma avaliação correta, se perceber alguns destes sinais ou sintomas.

A gengivite é ocasionada geralmente pela acumulação de placa. A placa é um depósito de bactérias extremadamente pegajosa, incolora ou de uma cor amarela pálida formada frequentemente nos dentes.

As bactérias produzem ácidos que atacam o esmalte dos dentes e podem danar as gengivas. Este dano pode ser permanente se não for ratada a tempo.

Entre outras causas da gengivite podemos indicar as mudanças hormonais, doenças, o cigarro, tomar alguns medicamentos, maus hábitos de escovação, bem como o elemento genético, já que também pode ser hereditário.

Depois de um diagnóstico adequado de gengivite é importante começar um tratamento imediatamente. A gengivite é reversível, assim que visite a seu odontologista quando apresentar os primeiros sinais ou sintomas para ter uma avaliação adequada e selecionar o melhor plano de tratamento.

A seguir apresentamos outros conselhos para tratar e prevenir a gengivite e a doença periodontal:

  1. Escove duas vezes por dia com uma escova elétrica ou manual de cerdas suaves.
  2. Assegure-se de usar um creme de dentes anti-gengivite e anti-placa que contenha flúor, para fortalecer os dentes e prevenir o dano que causa a bactéria da placa.
  3. Depois de escovar enxague cuidadosamente com um enxague bucal antisséptico para ajudar a combater a placa, a gengivite e o mau hálito.
  4. Use fio dental pelo menos uma vez por dia para eliminar as partículas de comida e a placa entre os dentes.
  5. Considere que talvez suas gengivas continuem sangrando durante um tempo, no entanto, é importante continuar escovando e usando fio dental. A eliminação da placa é vital para melhorar a saúde das gengivas.
Fonte: Reprodução: Pinterest

A anatomia da gengivite.

Saber como a gengivite afeta a anatomia do dente pode ser útil para melhor compreender a forma em que o fio dental, e o bom cuidado bucal em geral, pode remover a placa, o que ajuda a parar a gengivite antes dela começar.

Observando uma imagem em corte de um dente sadio, percebemos que os componentes principais são as gengivas e as partes principais do dente, que são:

  • Raiz: a raiz é a parte inferior do dente que se estende dentro das gengivas e a mandíbula. A gengivite é uma fase inicial da periodontite (periodontal ou doença das gengivas). Em casos graves de doença das gengivas, as gengivas muito afetadas podem acarretar o afrouxamento das raízes e a queda do dente.
  • Polpa: a polpa é o centro nervoso do dente. A polpa não está infetada diretamente em casos de gengivite, mas a dor das gengivas pode irradiar para os nervos dos dentes. A doença periodontal ou das gengivas, no entanto, pode danar a polpa, se a “bolsa” se estende até o final da raiz, conhecida como ápice.
  • Coroa: a coroa é a parte superior do dente, a qual podemos ver e escovar. A coroa está recoberta de esmalte dentário, que ajuda a proteger os dentes por cima da linha das gengivas. No entanto, é justamente ao redor da linha da gengiva que a placa acumular. É por isso que o uso diário do fio dental é essencial para manter as gengivas sadias, já que limpa a placa bacteriana antes da sua acumulação. 

Uma imagem da gengivite monstra como a gengivas se retraem dos dentes e luzem inchadas e vermelhas. Além disso, observam-se duros depósitos brancos de tártaro ao longo da linha das gengivas. Somente um higienista dental ou dentista possui a habilidade de remover o tártaro, mas podemos evitar a sua acumulação usando regularmente o fio dental.

Fonte: Reprodução: Pinterest

Conheça três Causas da Gengivite

As bactérias na placa dental são a causa número um da gengivite e a escovação junto com o fio dental a eliminam evitando sua acumulação nos dentes e gengivas.

No entanto, a gengivite não se restringe a essas causas, já que também há outras. Por favor leve em conta as seguintes recomendações mesmo que você escove e use fio dental todos os dias:

  • Medicinas: Muitas prescrições e medicinas que são vendidas sem prescrição geram o efeito adverso de reduzir a quantidade de saliva produzida naturalmente na boca. A saliva ajuda a manter os dentes limpos, já que controla o crescimento das bactérias. Isto quer dizer que, a menor quantidade de saliva, maior risco haverá de sofrer gengivite. Muitas medicinas comuns, como antidepressivos e medicinas para o resfriado, podem reduzir a quantidade de saliva na boca, é assim que, por favor, lembre-se de revisar o listado de efeitos adversos de suas medicinas e tome muita atenção às gengivas se a sequidão aparecer como o efeito adverso.
  • Infecção: Determinados tipos de infecções virais ou infecções por fungos podem causar doenças nas gengivas. Um exemplo é a candidíase bucal, que acontece quando um tipo de fungo produzido normalmente na boca, sai de controle e forma feridas que podem infectar a língua e as gengivas. Além disso, uma infecção causada pelo vírus do herpes também pode causar doenças das gengivas.
  • Nutrição: Se você acompanhar os padrões alimentares promovidos na televisão (também conhecidos como “dietas de moda”) ou qualquer outra dieta que traga sérias deficiências de cálcio e vitaminas B e C, você pode estar em maior risco de sofrer uma doença das gengivas.

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Gengivite